Energia solar 06/04/2023

Em 2022, o setor agro brasileiro sofreu com uma forte estiagem, prejudicando do pequeno ao grande produtor agrícola. Já em 2023, enfrentar um novo governo e o processo de inflação brasileira são outros grandes desafios que a agricultura enfrenta. Como superar, então, as adversidades e aproveitar as oportunidades do setor? Nós da Bonö Fotovoltaico te responderemos neste artigo. Confira!

Usina de solo

O agronegócio é um dos setores mais importantes para a economia global e é responsável por alimentar bilhões de pessoas em todo o mundo. No entanto, o setor enfrenta vários desafios em constante evolução que afetam sua capacidade de produzir alimentos de qualidade em quantidade suficiente para atender à crescente demanda.

Segundo a Revista Exame, o termo que define 2023 é produtividade com uma expectativa de aumento em 10% ante um crescimento de 0,6% do PIB (Produto Interno Brasileiro). Entretanto, o setor agrícola poderá enfrentar problemas de aumento de preços de insumos, logística e questões ambientais.

Mudanças climáticas provocam, por exemplo, grande impacto na produção agrícola e na qualidade do cultivo. A variabilidade climática, como secas e inundações, pode afetar a qualidade e a quantidade dos cultivos, reduzindo a produtividade e aumentando os custos de produção. A escassez de recursos naturais, como energia elétrica, água e solo fértil, também é um fator determinante quando falamos de desafios a serem superados em parceria a medidas sustentáveis. Além disso, o uso excessivo de fertilizantes e pesticidas pode esgotar o solo e reduzir a qualidade dos cultivos.

A nível de mercado, a competição entre os produtores está cada vez mais acirrada. A demanda pede por adaptação às novas tecnologias e, se adequar a isso, é uma necessidade tanto do pequeno quanto do grande produtor. As novas tecnologias, como a inteligência artificial e drones, estão mudando a forma como o setor agrícola opera. As empresas agrícolas precisam ser capazes de se adaptar a essas mudanças para melhorar a produtividade, reduzir os custos de produção e aumentar a eficiência.

Além disso, o aumento da preocupação do consumidor em saber a origem do que consome e dos valores que o produtor possui aumentam gradativamente, o que significa que as empresas agrícolas devem ser capazes de demonstrar seu compromisso com a sustentabilidade e a responsabilidade social.

A ONU estima que a população mundial chegará a 9,7 bilhões em 2050, o que significa que a demanda por alimentos também aumentará. O setor agrícola deve, portanto, ser capaz de aumentar a produtividade de forma sustentável, sem prejudicar o meio ambiente e a saúde humana.

Como, então, enfrentar todos esses desafios e ainda ter o compromisso com o consumidor final? Uma das alternativas para a superação dessas adversidades é o investimento em Energia Solar.

A Energia Solar é uma fonte de energia limpa, renovável, sustentável e ecológica de se gerar eletricidade através da incidência dos raios solares. Sua geração pode ser tanto distribuída, quanto compartilhada, tendo um payback de investimento rápido.

O investimento em Energia Solar auxilia na redução de gastos, pois há uma redução de 90% na conta de eletricidade, além de contribuir significativamente na sustentabilidade do meio ambiente, não utilizando recursos esgotáveis, como combustíveis fósseis, ou ocasionando grandes mudanças geográficas, como a construção de barragens hidrelétricas.

O marketing verde atrelado ao apoio a políticas ambientais gera benefícios ao setor agrícola, tanto em relação ao meio ambiente quanto à imagem do agricultor. Pensar e agir dessa forma faz com que os consumidores se identifiquem com a causa, fazendo com que o agronegócio ganhe ainda mais destaque.

Leia mais: Energia Solar são Promessa de Sucesso em 2023

Tem interesse em investir em Energia Solar? Converse com um de nossos consultores agora mesmo!

Para conferir mais matérias sobre Energia Solar e assuntos semelhantes, nos acompanhe no Instagram, Facebook e LindedIn.

Categories